A tristeza de nascer mulher

“Hoda de 11 anos é uma menina franzina e baixinha que gosta de enfeitar manuais escolares com adesivo cor de rosa.
Mas aos olhos do governo iraquiano, Hoda não somente já pode se casar como também deveria ser obrigada a saciar sexualmente o marido quando ele bem entender.
No Iraque, a idade pra se casar é de 18 anos, mas o governo planeja reduzir essa idade para 9 anos.”
*
*
*
Talvez você imagine que essa noticia que saiu no site da UOL nada tenha a ver com um site “cristão”.

Enganou-se.

Tenho duas sobrinhas, uma de 8 e outra de 11. Não consigo ao menos imaginá-las fazendo outra coisa que não seja brincar de escolinha, barbie, jogos onlines ou andar de bicicleta.

É inaceitável aceitar leis que vão contra todos os padrões de D-us.

Me causa nojo.

Me causa aversão.

Me causa dor o sofrimento dessas meninas. Mas moro no Brasil, estou longe disso tudo. Minhas sobrinhas estão salvas.

Mas meninas que se parecem demais com elas e comigo e com você, infelizmente não.

O que fazer?
A impotência é grande.
Mas posso erguer minha voz aos céus e clamar,
e acreditar que minha oração pode mover o coração do Criador.

plano perfeito

Um plano pra salvar, um pacto pra selar
Silêncio no céu
Resgate e salvação encheu seu coração
Ele nem hesitou


No palco do amor, o autor anunciou
A vida e salvação
Tudo que ele fez foi obedecer
O plano que Deus escreveu


E quando a minha história parecia ter chegado ao fim

A sua graça me alcançou

E quando tudo parecia estar perdido naquela cruz

O seu sangue me libertou



Jesus o plano perfeito
Mistério da graça que me transformou
O seu nome é Jesus, nome sobre todos
Veio pra salvar, ele me salvou


Padrão de santidade

Um porco pode se comparar a outros porcos e se achar limpo.
Mas se comparado com um ser humano ele precisa de muita ajuda.
Assim somos nós, se comparados a D-us, o trabalho é muito longo.
Comparados a Deus, nós, humanos, temos a mesma necessidade.
O padrão de santidade não pode ser encontrado entre os porcos cochos da terra, mas no trono celestial.
O próprio Deus é o padrão.

Trecho do livro: Ele escolheu os cravos – Max Lucado.

Um pai que gosta de presentear.

Você já pensou alguma vez por que Deus se dedica tanto?

Nossa existência poderia ser medíocre.

Ele poderia ter deixado o mundo sem forma e cinza;

Nós nunca saberíamos a diferença. Mas não foi isso que Ele fez.

Ele jogou a cor laranja no nascer do sol e pintou o céu de azul.

E se você gosta de ver o vôo dos gansos poderá observar isto também.

Teve Ele de fazer a bela cauda do esquilo?

Foi Ele obrigado a fazer o canto dos pássaros?

E a forma engraçada como as galinhas ciscam ou a majestade do trovão
quando emite seu som?

Por que dar cheiro à flor? Por que dar sabor aos alimentos?

Seria porque Ele adora ver este olhar em seu rosto?

Se nós damos presentes para demonstrar nosso amor, quanto mais Ele? Se nós — salpicados de excentricidade e cobiça gostamos de dar presentes, quanto mais Deus, nosso puro e perfeito Deus, gosta de nos presentear. Jesus disse:

“Se, vós, pois, sendo maus, sabeis dar coisas boas aos vossos filhos, quanto mais vosso Pai, que está nos céus, dará bens aos que lhe pedirem?” (Mt7.11)

Fonte: Ele escolheu os cravos – Max Lucado