Ficando sempre em 2° lugar

“Então Jesus disse aos seus discípulos: Se alguém quiser acompanhar-me, negue-se a si mesmo, tome a sua cruz e siga-me. Pois quem quiser salvar a sua vida, a perderá, mas quem perder a sua vida por minha causa, a encontrará.” Mateus 16:24-25

Ser o segundo não é ruim como as pessoas pensam;

Estar em segundo lugar significa deixar Ele em primeiro plano.

É Deixar que Ele tenha o controle de nossas vidas, o controle dos nossos sonhos.

É dizer: EU ME RENUNCIO POR TE AMAR!

                  — VEM E REINE SOBRE MIM, A MINHA VIDA É TUA, EU TE PERTENÇO!

Advertisements

Que mal há em PULAR CARNAVAL?

Alguns crentes  não vêem nenhum problema no Carnaval.
Para eles, se não tiver azaração, pegação, bebidas e drogas, não existe nenhum mal desfrutar da festa de Momo, mesmo porque o que importa é a diversão.

Segundo estes, o desfile na televisão é tão bonito! E outra coisa: Que mal tem se alegrar ao som dos sambas enredos do Rio de Janeiro?

Pois é, o que talvez estes crentes IGNOREM é a história, o significado e a mensagem do carnaval.

Ao estudarmos a origem do Carnaval, vemos que ele foi uma festa instituída para que as pessoas pudessem se regalar com comidas e orgias antes que chegasse o momento de consagração e jejum que precede a Páscoa, a Quaresma. Veja o que a The Grolier Multimedia Encyclopedia, 1997 nos diz a respeito:
“O Carnaval é uma celebração que combina desfiles, enfeites, festas folclóricas e comilança que é comumente mantido nos países católicos durante a semana que precede a Quaresma.

Carnavalnte originário dos “Ritos da Fertilidade da Primavera Pagã”, o primeiro carnaval que se tem origem foi na Festa de Osiris no Egito, o evento que marca o recuo das águas do Nilo.
Os Carnavais alcançaram o pico de distúrbio, desordem, excesso, orgia e desperdício, junto com a Bacchanalia Romana e a Saturnalia.

A Enciclopédia Grolier exemplifica muito bem o que é, na verdade, o carnaval:

Uma festa pagã que os católicos tentaram mascarar para parecer com uma festa cristã. Os romanos adoravam comemorar com orgias, bebedices e glutonaria.
A Bacchalia era a festa em homenagem a Baco, deus do vinho e da orgia, na Grécia, havia um deus muitíssimo semelhante a Baco, seu nome era Dionísio, da Mitologia Grega Dionísio era o deus do vinho e das orgias. Veja o que The Grolier Multimedia Encyclopedia, 1997 diz a respeito da Bacchanalia, ou Bacanal, Baco e Dionísio e sobre o Festival Dionisiano:

“O Bacanal ou Bacchanalia era o Festival romano que celebrava os três dias de cada ano em honra a Baco, deusdo vinho. Bebedices e orgias sexuais e outros excessos caracterizavam essa comemoração, o que ocasionou sua proibição em 186dC.” (The Grolier Multimedia Encyclopedia)

Pois é, no Brasil o carnaval possui a conotação da transgressão. Disfarçado de alegria, a festa de Momo promove promiscuidade sexual, prostituição infantil, violência urbana, consumo de drogas, além de contribuir para a descontrução de valores primordiais ao bem estar da família.

Como crentes em Jesus, devemos nos afastar de toda aparência do mal. Participar da festa de Momo significa se deixar levar por valores anti-cristãos e imorais permitindo assim que o adversário de nossas almas semeie em nossos corações conceitos absolutamente antagônicos aos ensinos deixados por Jesus.

Será que Sodoma e Gomorra está sendo reedificada?

Sodoma e Gomorra foram duas cidades que teriam sido destruídas por D-s com fogo e enxofre descido do céu. Segundo o relato bíblico, as cidades e os seus habitantes foram destruídos por D-s devido a prática de atos imorais. Os seus habitantes eram os cananeus.

Disse-lhe, pois, o Senhor: “As acusações contra Sodoma e Gomorra são tantas e o seu pecado é tão grave que descerei para ver se o que eles têm feito corresponde ao que tenho ouvido. Se não, eu saberei”.

OS CRIMES DE SODOMA E GOMORRA

O motivo da destruição das cidades de Sodoma e Gomorra foram a perversidade de seus habitantes e a imoralidade e a desobediência ao Senhor. Após o retorno de Abraão do Egito, o relato bíblico menciona que os habitantes de Sodoma eram grandes pecadores contra D-s. Porém, isso não impediu uma coexistência pacífica entre os habitantes de Sodoma com o patriarca Abraão, e com o seu sobrinho, Ló.

Alguns escritos judaicos clássicos enfatizam os aspectos de crueldade e falta de hospitabilidade com forasteiros. Uma tradição rabínica que afirma que os pecados de Sodoma estavam relacionados à ganância e ao apego excessivo à propriedade, e que são interpretados como sinais de falta de compaixão.

Alguns textos rabínicos acusam os sodomitas blasfemos e sanguinários.

Outra tradição indica que Sodoma e Gomorra tratavam os visitantes de forma sádica-envolvendo atos nos quais o indivíduo deriva excitação sexual do sofrimento psicológico ou físico incluindo humilhação do parceiro.

Um dos crimes cometidos contra os forasteiros é quase idêntico ao de Procusto, na mitologia grega:

Procrusto era um bandido. Em sua casa, ele tinha uma cama de ferro, que tinha seu exato tamanho, para a qual convidava todos os viajantes para se deitarem. Se os hóspedes fossem demasiados altos, ele amputava o excesso de comprimento para ajustá-los à cama, os que tinham com pequena estatura, eram esticados até atingirem o comprimento suficiente. Ninguém sobrevivia, pois nunca uma vítima se ajustava exatamente ao tamanho da cama.

SUA DESTRUIÇÃO

Segundo o livro de Gênesis, dois anjos de D-s dizem a Abraão : Disse-lhe, pois, o Senhor: “As acusações contra Sodoma e Gomorra são tantas e o seu pecado é tão grave que descerei para ver se o que eles têm feito corresponde ao que tenho ouvido. Se não, eu saberei”.

Abraão então intercede consecutivas vezes pelo povo sodomita, e D-s ao final lhe responde se houvesse em Sodoma dez pessoas justas, a cidade não seria destruída.

Nesse mesmo dia, os dois anjos que visitaram Abraão descem à cidade e são hospedados na casa de Ló. Antes de se deitarem, os homens da cidade cercaram a casa de Ló para terem relações sexuais com seus dois hóspedes. Ló então sai na defesa dos anjos, oferecendo suas filhas virgens para saciar o desejo da multidão.

Ferindo com cegueira os homens que estavam junto á porta da casa de Ló, os anjos retiram o patriarca e sua família da cidade e lhes dá a ordem de seguirem sempre em direção das montanha sem olharem para trás. Então, de acordo com Gênesis, inicia-se a destruição de Sodoma e de toda a planície daquela região.

Mas o que vemos nos dias de hoje é a reedificação de Sodoma e Gomorra, pois as práticas somodicas se multiplicam de forma natural e aprovada pela sociedade, assim como foi a milhares de anos atrás;


Até quando o homem caminhará de forma funesta e nefasta?



Será que a história vai se repetir?

Quer um cigarro?

*A Vida de uma pessoa que fuma 15 cigarros por dia é reduzida, em média, 5 anos.

*Uma pessoa que fuma um maço de cigarros por dia tem probabilidade 20 vezes maior de desenvolver câncer de pulmão do que uma pessoa que não fuma.

*Uma pessoa que fuma tem o dobro de chance de vir a ter doenças cardiovasculares do que uma pessoa que não fuma.

*Para as grávidas que fumam (tirado da Revista Veja de 14/07/99, pág. 33): “O tabaco pode apresentar uma ameaça à adolescência das crianças. Entre os meninos quadruplicam os riscos de distúrbios de comportamento. E entre as meninas cresce cinco vezes a propensão à dependência de drogas.”

*Uma pessoa que fuma tem 20 vezes mais chances de desenvolver bronquite crônica (os brônquios secretam excesso de muco e os cílios responsáveis pela eliminação desse muco passam a funcionar mal; o muco fica assim acumulado nos brônquios e bronquíolos, que inflamam, e a pessoa passa a tossir muito e a ter dificuldade em respirar) e enfisema pulmonar (rompimento dos alvéolos, com redução da área para as trocas gasosas) do que uma pessoa que não fuma.

*O fumante tem 7 vezes mais chances de desenvolver úlceras e câncer de estômago que os não-fumantes.

*Envelhecimento precoce de todas as células do organismo pela diminuição do aporte de oxigênio no sangue (5% menos) e consequente aumento de radicais livres, bem como diminuição do tempo de vida.

*Fumar na gravidez representa perigo para o feto: há o dobro de risco de aborto, de nascimentos prematuros e de morte de fetos; quando isso não ocorre, o bebê de uma gestante fumante terá menor peso no nascimento.

*Os fumantes obrigam os não-fumantes a fumar, pois os não-fumantes confinados em ambientes fechados, como carros, escritórios, salas de espera, bares, restaurantes e outros, são afetados pela fumaça do cigarro dos fumantes; respirando passivamente essa fumaça, os não-fumantes podem, ao longo do tempo, desenvolver os mesmos problemas circulatórios e respiratórios que os fumantes. Filhos de pais fumantes, por exemplo, têm o dobro de chance de contrair pneumonia ou bronquite no primeiro ano de vida.

*Aparecimento de asma, gripes constantes com recuperação lenta. O fumante perde o folego aos menores esforços, com tosses frequentes, pigarro ou catarro constantes.

*Agravamento de doenças como hipertensão, diabetes, colesterol alto, cardiopatias, doenças vasculares – derrames (principalmente em associação à pípula anticoncepcional-AVC) e doenças pulmonares.

*O alcatrão, assim como algumas das centenas de substâncias catalogadas contidas na fumaça do cigarro, são considerados de grande potencial cancerígeno, sendo responsável pela maior incidência de câncer de pulmão, boca, laringe, esôfago, estômago, prostata, bexiga, cólon e outros órgãos.

*Maiores riscos e maior dificuldade na recuperação após intervenções cirúrgicas.

*Pele do rosto acinzentada, dentes escuros e dedos da mão amarelados. Suspeita-se que algumas das mais de 4.000 substâncias presentes na fumaça do cigarro possam causar alterações genéticas.

*Dependência física e psíquica de uma substância, que nem sempre encontra-se à mão, além do número cada vez menor de locais públicos onde é permitido fumar.

*Dificuldade de convivência com outras pessoas ou parceiros que não fumam, além da transformação de seus filhos em fumantes passivos indefesos, sem considerar o mau exemplo.

*Má aceitação social por parte de número cada vez crescente de amigos que não fumam ou que deixaram de fumar, e o consideram uma pessoa displicente com sua própria saúde, sem força de vontade e, pior ainda, egoísta por impor-lhes sua poluição particular.

*Mau hálito e impregnação de roupas, cabelo, objetos e ambiente doméstico pelo cheiro do cigarro.

*Maior dificuldade de emprego, visto a tendência atual de preferência a não fumantes.

*Aumento dos gastos mensais com pacotes de cigarro, medicamentos para tratar as doenças relacionadas ao tabagismo e custos mais altos das apólices de seguro de vida e de saúde para fumantes.

OS BENEFÍCIOS DE QUEM PARA DE FUMAR

APÓS… NO SEU ORGANISMO…

#30 minutos A pressão arterial, batimento cardíaco e temperatura voltam ao normal

#2 horas Não há mais nicotina circulando no seu sangue

#8 horas O nível de oxigênio no sangue se normaliza

#12 a 24 horas Seus pulmões ja funcionam melhor

#2 dias Seu olfato já percebe melhor os cheiros e seu paladar já degusta melhor a comida

#3 semanas Você vai notar que sua respiração se torna mais fácil e a circulação melhora

#Alguns meses O risco de desenvolver um ataque cardíaco vai cair para menos de 50% do que quando fumava

#1 ano O risco de morte por infarto do miocárdio já foi reduzido à metade

#5 a 10 anos O risco de sofrer infarto será igual ao das pessoas que nunca fumaram

#10 anos Aquelas pessoas que tinham células pré-cancerosas nos pulmões passam a ter células normais

#15 anos Passam a ser consideradas não fumantes

Da próxima vez que te oferecerem um cigarro lembre-se dos males que ele causa;

Estevão: apedrejado

E ESTEVÃO DIZIA : Como vocês são teimosos! Como são duros de coração e surdos para ouvir a mensagem de Deus! Vocês sempre têm rejeitado o Espírito Santo, como os seus antepassados rejeitaram.

Qual foi o profeta que os antepassados de vocês não perseguiram? Eles mataram os mensageiros de Deus que no passado anunciaram a vinda do Bom Servo. E agora vocês o traíram e o mataram.

Vocês receberam a lei por meio de anjos e não têm obedecido a essa lei.

Quando os membros do Conselho Superior acabaram de ouvir o que Estêvão tinha dito, ficaram furiosos e rangeram os dentes contra ele.

Mas Estêvão, cheio do Espírito Santo, olhou firmemente para o céu e viu a glória de Deus. E viu também Jesus em pé, ao lado direito de Deus.

Então disse: —Olhem! Eu estou vendo o céu aberto e o Filho do Homem em pé, ao lado direito de Deus.

Mas eles taparam os ouvidos e, gritando bem alto, avançaram todos juntos contra Estêvão.

Depois o jogaram para fora da cidade e o apedrejaram. E as testemunhas deixaram um moço chamado Saulo tomando conta das suas capas.

Enquanto eles atiravam as pedras, Estêvão chamava Jesus, dizendo: —Senhor Jesus, recebe o meu espírito!

Depois, ajoelhou-se e gritou com voz bem forte: —Senhor, não condenes esta gente por causa deste pecado! E, depois que disse isso, ele morreu.

ATOS 7:51-60

Eu sou fanático?

É curioso como a dita mentalidade aberta e crítica das pessoas cultas, bem educadas, com amplo acesso a todo tipo de informação, pré-conceitua pejorativamente como fanáticas as pessoas de fé religiosa.

Quando um engenheiro faz um projeto sabe que o edifício, a ponte, etc. serão erguidos conforme tudo o que lhe foi ensinado em física, matemática, etc.

Do mesmo modo um estatístico tem certeza probabilística de um fenômeno estudado. Outros exemplos das ditas ciências da natureza são óbvios.

Notaram como a muitos médicos, advogados, mestres e doutores olham o resto do mundo de cima para baixo, como sacerdotes de seus pequenos mistérios? Eles têm certeza de que as abordagens da verdade de seus pequenos reinos são suficientemente fortes e consistentes para sustentarem sua vaidade.

Aí quando um simples mortal como NÓS decide tornar publico que cremos em um D-s que nunca vimos face a face somos chamados de FANÁTICOS! LOUCOS!

Se um matemático pode acreditar em coisas oca de significado, inútil concretamente, a menos que se preencha de significado o que exprimem os valores e equações (“por trás das equações o que existem são idéias”, disse Einstein). Além disso, é dependente de princípios ou axiomas ou postulados “de fora” que devem lhe sustentar: Kurt Godell, matemático genial, amigo de Einstein, derrubou matematicamente com a pretensão de Russel e outros de colocar a Matemática como ciência-mãe. Ninguém os chama de fanáticos!!!!!!!!!!!!!!!!

Se um físico acredita em Newton, sob condições: dentro de distâncias nas quais a velocidade da luz não seja variável significativa, como veio e demonstrar a Relatividade de Einstein, que explica bem melhor os macro-mistérios. Mas não explica, como a Quântica, os micro-mistérios – e esta ainda está por se firmar como ciência. Ver as discussões de Penrose e Hawking: aquele alega, com razão, que há excesso de infinitos ocultos na Quântica, que é defendida um tanto emocionalmente por Hawking – e ninguém ousa dizer que este é fanático; muda de opinião quem lê a discussão. Afinal nem sabe do que estão falando.

E eu sou fanático?
 

Leia HEBREUS 10:

1 Ora, a fé é o firme fundamento das coisas que se esperam, e a prova das coisas que se não vêem.

2 Porque por ela os antigos alcançaram testemunho.

3 Pela fé entendemos que os mundos pela palavra de Deus foram criados; de maneira que aquilo que se vê não foi feito do que é aparente.

A fé não é estúpida (ver o vers.2): há provas históricas, passadas e presentes de sua eficácia em obras, em manifestação concreta – aliás este é um critério que ela está presente. Theoria e práxis sem dicotomia, uma testemunhando a outra. De quebra ainda levamos a sabedoria (vers. 3).

Temos base para crermos Nele.
Uma base bem sólida, que nem o mais sábio físico é capaz de derrubar!