Eu tentei falar dando sons a minha voz…

Já ouviu Deus falar? Não se apresse a responder, leia até o fim e depois responda, ok?!

Desde o início, o Criador busca se relacionar com a criação e ele usa diversas maneiras. O problema é que a criação não consegue entender os meios pelos quais o Criador tenta falar. Complicou?

Tente imaginar a chuva.

Se você precisa se deslocar e está chovendo, logo o que enxerga é que a chuva atrapalha, molha e suja. Mas, pare pra contemplar a chuva por 1 minuto que seja como ela: rega as plantas e torna a terra fértil, como as gotas molham nossa pele e lavam nossa alma. Conseguiu ouvir Deus? Eu sim! Sempre!

A maneira pela qual sempre ouço Deus falar é através da sua própria criação.

Seja a chuva, o vento, o sol, nuvens, pássaros etc…

E também ouço muito Deus falando através de crianças.

Sim, crianças, aqueles seres barulhentos, grudentos e com os olhos mais penetrantes do universo. Vejo e ouço Deus através deles. E minha vontade toda vez é de abraçar, agradecer e louvar à Ele por ter me dado o dom da vida.

Ouça Deus, veja Deus, Ele pode estar ai agora ao seu lado, abra seus olhos, aguce seus sentidos, não perca as oportunidades únicas de cada dia. Ouça essa doce, maravilhosa voz que acalma o coração e traz riso aos lábios!

Ainda hoje ouvi Deus falar, e chovia

Featured image

Criança tola

Como estava o clima naquela manhã? Não estava quente, mas deixei o suéter de lado.
Não estava chovendo, mas calcei minhas galochas. Não olhei para o céu, mas sei que pouco se podia dizer de como seria o dia!
Mas sei muito bem como estava o clima no meu interior.

Cheio! Não, não estava cheio de alegria! Muito menos de amor, ou paz…
Mas cheio de raiva. O que é raiva? Não sei explicar, mas sei que era ela que estava em meu coração.
As últimas semanas foram decisivas para que a raiva crescesse mais e mais, desenfreadamente.
Por quê?

Um sorriso sem motivo, mas cheio de luz. Sabe quando alguém sorri e contagia todos ao seu redor? Pois é, foi isso! Mas algo me dizia que aquele sorriso não era pra mim, mas sim de mim!

E o mesmo se repetiu por mais dois dias seguidos.

 Mas não sou boba e hoje mudei de caminho! Hoje vai ser diferente, não terei de ver aquela criança e muito menos seu sorriso, ai então essa raiva que há dentro mim certamente passará!

Crianças, quem as autorizou a sorrir?


Ex-drogado



Tive a oportunidade de presenciar um rapaz no ônibus pedindo doações para uma clinica de recuperação para drogados.
Admito que ajudei.
Ajudei, pois admiro a coragem dele.
Eu não teria coragem de me expor às 7 da manhã em um ônibus cheio, pedindo doações e ainda contando sobre meu passado obscuro.
Teria vergonha. Vergonha de reconhecer meu erro. Vergonha dos olhares (ou de ser ignorada por seus olhos), vergonha dos julgamentos, afinal, ex-drogado pode ter recaída.
Admiro a coragem dele e oro pra que ele se mantenha firme na recuperação e que através do seu testemunho outros sejam alcançados.
Você pode ajudar também, sempre tem uma instituição pedindo donativos, e fiquei com o contato deles, se tiver interesse me mande um e-mail.

Fazer o bem, sem olhar a quem soa muito bem!

Mergulhados, imersos nas águas

Batismo com (no) Espirito Santo.

Pergunte na sua igreja quem já foi batizado e verá que poucas mãos se levantarão.

Por quê?

Porque a grande parte das pessoas acredita (e foi assim ensinada) que a evidencia do batismo é o falar em línguas. Logo, quem não fala em línguas não foi batizado, não tem o Espirito Santo dentro de si.

Confesso que por anos pensei da mesma maneira, fato que me constrangia, pois aquele que não fala em línguas é taxado como alguém que busca pouco, ora pouca, clama pouco, e só a alguns meses consegui compreender o engano por acreditar em tudo que pregam sem antes fazer como faziam os Bereanos, conferindo a fundo, pesquisando a palavra.

Deixo claro que não darei aqui uma aula sobre o assunto, se você tiver interesse me mande seu e-mail que lhe encaminho a aula que tive em detalhes.
A grande verdade é que todos que aceitaram Cristo, que o receberam como seu único e suficiente salvador também receberam o Espirito Santo.

Em quem também vós estais, depois que ouvistes a palavra da verdade, o evangelho da vossa salvação; e, tendo nele também crido, fostes selados com o Espírito Santo da promessa; O qual é o penhor da nossa herança, para redenção da possessão adquirida, para louvor da sua glória.
Efésios 1:13,14

O falar em línguas trata-se de 1 das evidencias do batismo.
A transformação de vida, de conduta é evidencia de ser ou não habitação do Espirito Santo.
Receber o Espírito Santo e ser por ele habitado ocorre no momento da salvação, agora , estar cheio do Espírito Santo é um processo diário.

O falar em línguas deve sim ser buscado e almejado, o que não podemos é julgar que o tem ou não.




A morte discou o número errado

Estava sentada apreciando o pôr do sol.
As cores se misturavam lhe deixando sem ar, quando seu telefone tocou.
Estendeu a mão e com pouca vontade se fez ouvinte.
Do outro lado a pessoa estava agitada e com a voz entrecortada anunciou que a sua mãe havia falecido.
Perdeu o chão. Perdeu os sentidos.
Fazia uma semana que não ligava para sua mãe, mas pelo que sabia, a saúde dela não estava tão ruim.
Pouco importava aquelas cores que mais parecia uma peça sendo pregada à ela.
A imagem de sua mãe com seus braços sempre estendidos não saia da sua mente.
E aqueles pássaros cantando… queria que se calassem.
Aquele aroma das flores que antes lhe alegravam a alma agora tinham cheiro de morte.
Do outro lado uma voz o trouxe de volta a realidade.
A pessoa dava instruções sobre as providencias que deviam ser tomadas, mas ao dizer o nome da sua mãe ela teve um sobressalto.
Aquele não era o nome da sua mãe.
Ao dizer o numero do seu telefone a pessoa do outro lado pediu desculpas.
Havia discado o numero errado.
Que bela peça lhe foi pregada.
Respirou fundo e voltou para o seu belo pôr do sol.
Como tudo estava perfeito e lindo naquele dia.

Brasil, um país religioso. SQN

No Brasil, oito em cada dez (79%) habitantes se dizem pessoas religiosas. É o que mostra a pesquisa Barômetro Global de Otimismo, feita pelo IBOPE Inteligência em parceria com a Worldwide Independent Network of Market Research (WIN), realizada em 65 países, com 63.898 entrevistados. Os que não se consideram religiosos somam 16% da população brasileira e outros 2% afirmam ser ateus.
A proporção de pessoas que se consideram religiosas coloca o Brasil acima da média global, que é de 63%. Em contrapartida, os que não se consideram religiosos somam 22% da população mundial e 11% afirmam ser ateus.
Na África e no Oriente Médio, o percentual dos que mencionam ser religiosos é de, respectivamente, 86% e 82%. No leste europeu e nas Américas, esse percentual recua para 71% e 66%, respectivamente. Na Ásia, 62% dos habitantes se dizem religiosos.
As populações da Oceania e do oeste da Europa são as que possuem as opiniões mais polarizadas. Na Oceania, 44% se consideram religiosos e 37% não se consideram, enquanto nos países europeus essa proporção é de 43% X 37%. É também nessas duas regiões e na Ásia onde se encontra a maior quantidade de ateus: 14% no oeste europeu e na Ásia e 12% na Oceania.
Os menos religiosos – O país com menos pessoas religiosas é a China, onde 61% da população declara ser ateia, cerca de duas vezes mais do que qualquer outro país pesquisado. Além disso, 29% dos chineses afirmam não ser religiosos.
Hong Kong e Japão são os outros países com a maior quantidade de ateus: 34% e 31%, respectivamente. No Ocidente, o país menos religioso é a Suécia, onde 74% declaram não ser religiosos ou afirmam ser ateus.
A pesquisa mostra ainda que há uma relação direta da religiosidade com idade, renda e nível educacional.  Segundo o estudo, pessoas com maior grau de instrução e os mais jovens (até 34 anos) tendem a ser mais religiosos: 80% e 66%, respectivamente.
Por outro lado, quanto maior a renda menor o nível de religiosidade. Entre os que possuem maior renda, menos de 50% se dizem religiosos, contra 70% dos que possuem os menores rendimentos. A quantidade de ateus segue o mesmo caminho: atinge 25% entre os que possuem os maiores rendimentos e é de apenas 5% entre as pessoas com os menores ganhos.
Sobre a pesquisa
No total, o estudo ouviu 63.898 pessoas em 65 países. No Brasil, foram feitas 2.002 entrevistas entre outubro e novembro de 2014.
Fonte: IBOPE
/
/
/
É preciso compreender que ser religioso nada quer dizer.
Conheço muitos que responderiam essa pesquisa dizendo ser cristão, mas a verdade é que estão distantes da comunhão da igreja, seguindo seus próprios caminhos e vontades, sem se importar com o que significa ser um cristão (pequenos Cristo).
Da mesma maneira aqueles que se dizem católicos e nem se lembram quando foi a última missa que participaram.
Se for colocar no lápis os religiosos praticantes, talvez a porcentagem nem chega a 10%.
“E a sua voz é como o som de cem oceanos arrebentando na praia”